Obá tem novos donos

Obá tem novos donos
Milton Freitas, dono do Antonietta Cucina, do Jacarandá, do Izakaya Taka Daru e do Raiz Bar lidera a compra do restaurante conhecido pelas cozinhas mexicana e tailandesas

Milton Freitas virou um comprador de restaurantes (leia mais sobre o empresário, clicando aqui). A nova investida do restaurateur fica nos Jardins. Junto com o parceiro Alessandro Tagliari, ele acaba de comprar o Obá. O restaurante variado de cozinhas brasileira, italiana, tailandesa e mexicana vem engordar o portfólio de negócios que inclui o italiano Antonietta Cucina, os também variados Jacarandá e Solo Cozinha & Bar e o boteco japonês Taka Daru. 

“Sempre quis ir para aquele pedaço dos Jardins”, enfatiza Freitas. “O Obá tem um projeto muito parecido com o Jacarandá. Quero fazer o bar no piso superior, alguma coisa parecida com o Raiz Bar que fizemos no Jacarandá Restaurante.

Um dos fundadores do Obá, o mexicano Hugo Delgado tem na ponta da língua o motivo da venda. “Estamos com o restaurante há doze anos. Três anos e meio atrás surgiu a [Taquería] La Sabrosa porque queríamos diversificar um pouco. Um restaurante autoral como o Obá é uma grande dificuldade se se quer viver disso. Tudo é mais artesanal, enquanto no Sabrosa tem uma linha de produção mais industrial, é mais fácil de expandir.”

Delgado também credita a premiação na mais recente edição VEJA SÃO PAULO COMER & BEBER a razão de passar o Obá adiante. “Sentimos uma mudança muito grande na taquería depois de termos sido eleitos o bom e barato [de comidinhas]. É um modelo que está tendo mais êxito para a gente”. O empresário planeja em abrir uma segunda unidade. “Em 2018, vamos deixar o La Sabrosa melhor organizado para começarmos a expansão no início de 2019. Nosso sonho é ir para Pinheiros.”

Para Delgado e os sócios Carlos Tavares e Eduardo Mandel, a decisão da venda não foi fácil. “Amamos o Obá e conversamos com o Milton. Ficamos felizes porque o conceito vai continuar. No portfólio que ele está criando, o Obá faz muito sentido”, acredita.

Costela bovina thai: o cardápio segue sem alterações (Tadeu Brunelli/Divulgação)

Uma certeza sobre o Obá: não muda a equipe de cozinha. Permanecem por lá o chef Nonô, apelido do pernambucano Joseildo Vicente da Silva, que começou na faxina, o subchef Hernandes Bispo de Oliveira e os cozinheiros Antonio de Souza Pereira e Sebastião Bernardes da Rocha.

Delgado e os sócios permanecem à frente do negócio somente até este sábado (23). Quando reabrir depois de um recesso de dez dias no início de janeiro, o Obá estará sob a administração da dupla Freitas-Tagliari.